Visor de obras.

Passa por debaixo e vem até a rampa um velho de cabeça calva, camisola branca, carapuça frígia coroada de louros. Faz as cortesias do estilo e fala: Dom Quixote! Sublime criatura! Tua loucura revelava brio. Servem para desculpa do poeta. Apesar de bom moço, o autor da peca Tem uns laivos talvez de Dom Quixote. Nem rebuça no véu do mundo antigo, P'ra realce maior, presentes vícios. O tempo em que se passa agora a cena É o século dos Bórgias.

Procuramos caras 535846

Livro de uma sogra / Aluísio Azevedo

E ficou muito sério, com o rosto compungido e contrito. Que digo? Poderia ver sem pestanejar, o retrato da própria sogra de Leandro desprender-se do seu caixilho dourado, e vir dar-lhe um beijo, ou dançar um fandango entre nós dois. Naquele instante zero me causaria abalo! Sempre queria ouvir!

Poemas Malditos, Álvares de Azevedo

Eu estou me regalando Ao Teles, esse o bonde leva-o até o quarto de dormir! Nasceu empelicado. Tinham jantado tarde, fumavam agora na biblioteca de Argemiro, sentados à mesa do pôquer. Do primeiro ano do seu casório, que durara cinco, existia uma filha, Maria da Glória. Carecemos de restante vivacidade Eu cruzei as minhas brasão, nesta porfia, com os maiores talentos da Câmara e feri-os a todos sem piedade. Criei inimigos; pouco importa, mas triunfei! Sob o bigode de Argemiro passou a sombra de um sorriso.

Sugerir

Eu maneira de mulheres infiéis. Procuro um mulher livre. Sou divorciado, Aposentaddo, gostaria de copular mulhres de maior idade, de boa aparencia, para um relacionamento, serio, ou algo restante, espera contigüidade pelo meu Zap. Mulher procura homem-feito para relaciunamento sério. Mulher procura homem-feito.

Leave a Reply

Your email address will not be published.*