Relacionamento aberto dá certo? - ID #54

Você quer saber o que é isso? E o mais importante, você quer saber se poderia ser poliamoroso? No poliamor, existem diretrizes acordadas entre os envolvidos. Ou seja, todos concordam que o relacionamento é assim e se sentem à vontade longe da monogamia, com a ideia de poder prolongar a vida amorosa de maneira respeitosa com outras pessoas. A palavra se originou no início dos anos 90, quando o poliamor começou a se popularizar globalmente. É melhor?

Meninas busca amante 824537

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vida chegou para mim como algo muito novo e interessante, pois meu contemporâneo namorado vivia 'relacionamentos abertos com duas outras pessoas'. Pulei nesse barco ansiosa para viver com mais liberdade e, ao que eu acreditava, com um pouco mais do que eu considero que seja o amor: livre e incondicional. Resumindo, me decepcionei. Depois de pouco tempo, estando muito apaixonada, o que parecia ser o ideal acabou me trazendo muito sofrimento. Essa pergunta, quando é feita, carrega um subtexto que pergunta serei mais feliz ou menos insatisfeito que na monogamia se eu abrir meu relacionamento? O primo grupo pode ver na monogamia um certo asfixiamento, um tipo de claustrofobia existencial, como se os monogâmicos estivessem perdendo tempo ou a chance de conhecer gente nova. Para muitos casais, a escolha de abrir o relacionamento surge de uma crise do relacionamento.

Papo de Homem

Separamos por dois meses e voltamos. Mas em eu me vi envolvida com outro homem, um caso que durou um ano. Eu fiz isso para testar se queria ficar mesmo naquele casamento e descobri que sim. Tentei conversar, mas nada deu jeito. Eu era bem nova, tinha 18 anos. Tinha um trabalho de meio período que pagava bem pouco e, apesar das dívidas, estava satisfeita. Aquilo começou a me incomodar, porque eu estava em uma fase de planejar o meu futuro. A outra menina foi. Terminamos logo em seguida.

MAIS LIDAS

Klinger Souza, 34 anos, é de Barreta do Garças, mas atualmente mora no Rio. Devido a essa experiência inusitado, garante que tem muitas dicas a repassar àqueles que enfrentam dificuldades de relacionamento, mesmo a dois. Segundo diz, relacionamento é tudo igual e o que pode fazer a grande diferenciação é como cada um se comporta, consigo mesmo, com o outro ou os outros. Só existem, ao invés de dois, três participantes ou quatro. No poliamor, chega a achar impróprio. Se namoro minha segunda esposa, logo a amo também. O que devo saber antes de começar um relacionamento? Isso vale, segundo ele, para monogâmicos também. Diz ainda que se isso for forçado pode ficar monótono e os três perderem o apetite.

Leave a Reply

Your email address will not be published.*